Meliponicultura

Objetivos da meliponicultura no Ciclo da Terra  é a preservação de espécies. As abelhas são as principais agentes da polinização e a conservação da biodiversidade, ou simplesmente a proteção das espécies contra a extinção.

Meliponicultura é a criação racional de abelhas sem ferrão (Meliponíneos), especialmente dos gêneros melípona e trigona . A meliponicultura já era praticada há muito tempo pelos povos nativos da América Latina, em especial aqueles do Brasil e México.

Os povos indígenas já manuseavam as abelhas sem ferrão e utilizavam o seu mel para diversos tratamentos de saúde, como a catarata.

Principais espécies brasileiras

Melíponas 

  • Uruçu verdadeira (Melipona scutellaris)
  • Uruçu amarela (Melipona rufiventris)
  • Mandaçaia (Melipona quadrifaciata)
  • Canudo, tubi, bravo (Scapotrigona sp.)
  • Mandaçaia de buraco (Melipona quinquefaciata)
  • Arapuá, sanharó (Trigona spinipes)
  • Jandaíra (Melipona subnitida)
  • Manduri (Melipona marginata)
  • Tiúba (Melipona compressipes)

Trigonas 

  • Jataí (Tetragonisca angustula)
  • Moça branca (Frieseomellita varia)
  • Tataíra, caga fogo (Oxytrigona tataira)
  • Cupira (Partamona cupira)
  • Mosquito (Plebeia sp.)

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s